Por que as fintechs são tão populares agora?

A tecnologia se tornou uma parte enorme e inevitável da vida de todos e nos negócios. O […]

Resultados aprimorados no SERP do Google & #039; s ao pesquisar por & #039; fintechs & #039;

A tecnologia tornou-se uma parte enorme e inevitável da vida de todos e nos negócios. Quanto mais o tempo passa, mais claro fica que os negócios que não investirem em soluções tecnológicas ficarão para trás. A pesquisa, por exemplo, mudou muito e empresas inovadoras como nós aqui da Pesquisa Inteligente estão aproveitando a tecnologia para expandir e prosperar. A tecnologia também mudou a aparência das instituições financeiras, com a chegada das fintechs. Esse tipo de empresa financeira explodiu nos últimos anos, e hoje vamos entender um pouco mais sobre porque as fintechs são tão populares agora.      

O que são fintechs

A palavra fintech é uma abreviação de tecnologia financeira e é usada para se referir a startups ou empresas que desenvolvem produtos financeiros digitais. Como o próprio nome sugere, a principal diferença entre elas e as empresas financeiras tradicionais é o uso da tecnologia. Diferentemente dos bancos convencionais, as fintechs permitem que os clientes controlem os produtos pelo smartphone de forma totalmente remota.

Os produtos e serviços oferecidos pelas fintechs são basicamente os mesmos que qualquer banco possui: conta bancária, cartão de crédito e/ou débito, empréstimos etc. Poder gerenciar tudo pelo smartphone, por exemplo, e não precisar ir ao banco são algumas delas. Essas vantagens são algumas das razões pelas quais as fintechs se tornaram tão populares agora.    

Juntamente com essas soluções menos burocráticas e mais intuitivas, há também o fato de que a maioria delas tem pouco ou nenhum custo. Um exemplo são os cartões de crédito sem anuidade ou as contas digitais gratuitas que uma pessoa pode criar. Esse acesso gratuito a esses serviços, que não acontece em bancos normais, é possível porque as fintechs já estão criadas no mundo digital, sem necessidade de estrutura física. Então, sem a demanda para construir instalações, por exemplo, o custo operacional é reduzido e a oferta de serviços isentos de impostos torna-se possível.  

Crescimento das fintechs no Brasil

O mais recente Mapa Fintech de Finnovation, publicado em 2019, mostra que existem 504 fintechs em operação no Brasil, distribuídas em 10 segmentos. Este número representa um crescimento de 34% em relação ao ano anterior. Outro dado interessante é a quantidade de fintechs B2B, que está se tornando uma tendência global e passou de 48 para 61%. Esse crescimento inclui, principalmente, fintechs que estão sendo criadas para colaborar com grandes instituições financeiras, para ajudá-las a atender melhor às necessidades de seus clientes.  

A idade dos fundadores das fintechs também pode ser um dos fatores que contribuem para o seu sucesso. De acordo com um estudo do MIT, empreendedores com mais de 40 anos têm uma chance significativamente maior de sucesso em seus negócios, e o Finnovation Fintech Map mostra que 58% de fundadores de fintech têm mais de 35 anos. Apenas 6% deles têm menos de 25 anos, o que aponta para um perfil de fundador mais maduro e experiente. Provavelmente é por isso que 72% das fintechs brasileiras ultrapassaram os dois primeiros anos do “vale da morte”, onde estudos mostram que a maioria das empresas não sobrevive. 

É claro que as fintechs estão prosperando em todo o mundo, e no Brasil também. Os serviços financeiros intuitivos e isentos de impostos oferecidos por essas empresas estão atraindo constantemente mais usuários, e isso está dando o impulso que as fintechs precisam para se tornarem unicórnios rapidamente. É definitivamente um mercado próspero que, como muitos outros serviços digitais, vem provando sua força e que veio para ficar.